^ TOP BACK

Dicas de Manutenção

Conheça dicas para ampliar a vida útil do som automotivo

Atualizado em 16/12/2011 - 14:57

Guiar um veículo e ao mesmo tempo poder ouvir aquela música preferida ou saber o que se passa no mundo por meio dos noticiários é uma prática bastante comum entre os motoristas, porém, são poucos os condutores que conhecem os cuidados necessários para o prolongamento da vida útil do aparelho de som veicular. O Portal do Mecânico vai divulgar uma lista com os mitos e as verdades para manter em dia o estado de conservação do autorrádio. As informações foram enviadas pela Pósitron, empresa especializada no ramo de alarmes e sons automotivos. Tome nota!

  • Deixar o rádio em funcionamento com o carro desligado pode danificar a bateria?

Verdade. O aparelho de som automotivo foi projetado para funcionar com o veículo ligado. Manter o equipamento em funcionamento com o carro desligado causará no descarregamento da bateria, dependendo de seu estado de conservação.

  • O som automotivo tem um período pré-determinado de vida útil

Mito. No entanto, não é recomendável dar partida no veículo com o aparelho ligado. Além disso, a Pósitron alerta para os cuidados com a bateria e o sistema de carga da mesma, já que as variações nestes componentes podem acarretar em danos ao som automotivo.

  • Destacar a frente removível do aparelho com o som ligado pode danificar o produto?

Verdade. A interrupção ou alimentação brusca de energia pode diminuir a vida útil do produto. Além disso, a parte fixa do aparelho continua funcionando e consumindo carga da bateria, o que pode acarretar danos a peça. O correto é, primeiramente, desligar o aparelho e depois destacar a parte removível. Para evitar esse problema, o consumidor pode optar pela instalação conhecida como pós-chave, ou seja, quando o veículo for desligado o som automotivo também será desativado automaticamente.

  • Instalar alto falantes de potência não-especificada ou de qualidade duvidosa também danifica o aparelho?

Verdade. Por exemplo, se o consumidor tem um aparelho de 45 watts por canal e compra um alto falante de 30 watts por canal, ou seja, abaixo de sua potência, isso prejudica a caixa de som. Além disso, pode danificar a saída de áudio. O alto falante tem que ser, pelo menos, 20% acima da potência indicada no aparelho de som. Alto falante de impedância não-especificada também prejudica o equipamento.

  • Utilizar CD riscado e/ou empoeirado prejudica o som automotivo?

Verdade. Inserir uma mídia riscada e/ou empoeirada pode afetar o leitor de CD/DVD.

  • Um aparelho de som automotivo pode ser contaminado por um pen drive com vírus?

Verdade. Um pen drive com vírus e com muitos arquivos que não sejam extensões de áudio podem danificar o aparelho. Quando o processador do equipamento é contaminado, geralmente deixa de ler a porta USB e indica erro de leitura. Dependendo da extensão do problema, o equipamento poderá ser totalmente inutilizado. Muitas vezes, o custo da manutenção ficará mais caro que o preço do aparelho.

  • Há cuidados especiais de manutenção do som automotivo para os praticantes de off road?

Verdade. A recomendação da Pósitron é que esses consumidores optem por aparelhos com a frente removível. Essa característica oferece mais proteção para o sistema interno do autorrádio. Logo após a prática da atividade off road, o ideal é que o usuário faça a limpeza da lente de leitura.

  • Deixar o som desligado por trinta dias pode danificar o aparelho?

Mito. É bem improvável que isso aconteça, a não ser que o aparelho fique desativado por mais de um ano, isso porque alguns componentes, depois de energizados, necessitam de energia para não perderem suas propriedades.

  • Qualquer cartão de memória pode ser utilizado no autorrádio?

Mito. O consumidor deve estar atento no momento da escolha do cartão de memória. A qualidade e o padrão estabelecido pelo fabricante devem ser levados em consideração.

  • As centrais multimídia podem ser limpas com álcool?

Mito. O consumidor deve estar atento às recomendações do fabricante. Não é indicado passar nenhum produto na tela touch screen para evitar danos no equipamento.

  • Ao equipar o veículo com um alto-falante de 100 watts, o consumidor terá uma potência de 100 watts?

Mito. Não é o alto falante que vai determinar a potência do som, isso depende da potência do aparelho de áudio.

  • Quanto maior o alto-falante mais potência no som?

Mito. O que será determinante, neste aspecto, será a potência do som e a frequência escolhida.

  • Colocar a mídia na posição incorreta pode estragar o aparelho?

Mito. A colocação incorreta apenas acusará erro de leitura e a mídia será ejetada.

  • Colocar uma bateria de 1000 ampères vai fazer com que o aparelho ofereça toda a sua potência?

Mito. A bateria somente dará mais tempo para o consumidor ouvir o som com o carro desligado.

 

Fonte: Printer Press Assessoria de Imprensa da Pósitron / Redação Sete

Foto: Reprodução